quinta-feira, abril 30, 2009

Lágrimas de sangue.

Sozinha e por completo invisível,meus pensamentos navegam,meus atos erram,sinto-me horrível.Olhar baixo, respiração fraca,o vento frio toca minha face soprando nossa bela melodia,lembrando-me do que já esquecia.Minha mente vê um mar negro de solidão,em ficar sem te tocar,eu prefiro morrer.Querendo ou não,a vida é exatamente assim.Agora só me resta o fim,e lágrimas de sangue. ÓTIMO, essas lágrimas que não param de cair, e agora essa febre, tudo por tua causa :/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escrever é esquecer. A literatura é a maneira mais agradável de ignorar a vida.

Obrigado por postar sua opinião.
Retribuirei a visita.

beijiinhos