sábado, junho 06, 2009

Vazio inabalável.

Já não sei mais por onde caminhar, qualquer caminho que eu resolvo ir, tem uma marca,uma lembrança que me faz ver você.

Ontem foi um noite agradável, ter alguém no teu lado, te abraçando, faz com que liberte um sentimento de estar protejida; como se seus problemas naquele momento fossem insignificantes,pequenos demais para dar algum valor. Mas mesmo com outra pessoa, meu pensamento se prendia em você, na minha mente, não era apenas " aquele" que tava me abraçando, fiz uma ilusão que para mim parecia real,real ter você ao meu lado. Mas esse "real" era uma farsa concreta.

É tão ruim se prender em uma só pessoa, em um só pensamento, em um só desejo.Isso consume muito de mim, só de pensar em você eu já fico sem ar,de imaginar você com ela sinto um apunhalada em minhas costas.

O que eu precisava era parar de pensar em você,escrever sobre você, chorar por você- eu estava forte, mas chegou um ponto que eu cedi,deixei as lágrimas cairem sobre minha face e não aguentei mais.

Me sinto fraca,fraca ao ponto de fazer várias besteiras por você.Minha mente parece que está sendo dominada por uma força maior,uma força que antes reinava em mim, há muito tempo atrás, e essa força está voltando e eu não consigo controlar.Afinal, quem vai se importar se eu derramar sangue por você? ninguém, estou invisível ao mundo.

Vou deixar o medo assumir o volante e me guiar.

Sinto tanta sua falta.Eu era tão feliz contigo ao meu lado, agora sem você tudo perdeu a razão. Não tenho razão concreta pra viver,exceto te reconsquistar pra mim, ter você de volta é o que eu mais quero. Minhas noites desde então são tão vazias, a única coisa que me motivava a ficar até tarde no computador era você, e agora fico aqui, clicando milhões de vezes no teu nome e olhando a tela sabendo que não vou ter um " oi minha linda" para me animar, pra me fazer sorrir.

Falar com voê,asism,tão abertamente, me machuca profundamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escrever é esquecer. A literatura é a maneira mais agradável de ignorar a vida.

Obrigado por postar sua opinião.
Retribuirei a visita.

beijiinhos