terça-feira, agosto 11, 2009

Medo do mundo.

Me sinto tão pequena e desprotejida.Como se até uma formiga fosse mais forte que eu.
Estou com medo do tempo.Medo que ele passe rápido demais e eu não consiga reparar na cor exata do seus olhos.De que passe lentamente.Com as lembranças me sufocando e as marcas lembrando-me de tudo que preciso esquecer.Medo do que o mundo tem a dizer de mim.Então eu uso os fones para me protejer.Forjo em minha mente que tudo esta bem para mim não entrar em pane.Para não lembrar que tudo a minha volta vem se destruindo como castelos de areia que são destruidos pelas ondas quando a maré sobe.
E o pior de tudo isso é que isso vem acontecendo lentamente,passo a passo.Para que eu sinta o gosto amargo da dor em minha boca.Para ver se eu sou forte o bastante e aguente isso de cabeça erguida,com um sorriso no rosto até.
Me sinto tão sozinha,pequena,invisível.O mundo agora me da medo.As pessoas estão frias.Apenas precupam-se com elas mesmas e o resto que se dane.
Será que um dia eu irei tornar-me igual ou continuarei aqui,sentindo os pequenos detalhes que passam despercebidos,insiginificantes demais para serem notados pelo mundo?.
Continuarei me afastando das pessoas ou me tornarei uma farsa,usando os outros para minha auto-realização?.
Não sei.Simplismente não sei.O tempo é incontrolável.Eu não mando no meu destino.Eu sou incrivilmente pequena em relação a tudo que me cerca.

*De um tempo pra cá meus textos não vêm sendo os mesmos.Ainda continuo sem foco.

5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Discordo completamente da sua ultima frase menina marie... esse saiu muito bom, de verdade. sem comentarios mais...

    ResponderExcluir
  3. eeer,
    muito bom,
    mesmo, gostei demais desse texto.Sei lá, isso é tão aprecido com o que eu sinto!
    parabens pelo texto amor*-*
    DISAOJDOISAJOIADS
    amei amei amei

    ResponderExcluir
  4. Otimo texto Marie. O tempo é horrivel. Nos momentos bons ele corre, quando estamos sozinhos ele fica lento só para deixar as lembranças nos dominarem...Mas sabe que eu to aqui pra tudo, não importa a hora, pode me chamar. Sei que nessas horas não ajuda muito, mas...

    ResponderExcluir
  5. maari, amei seu texto, falo bem como algumas pessoas estao hoje, perfeito mesmo, parabéns

    ResponderExcluir

Escrever é esquecer. A literatura é a maneira mais agradável de ignorar a vida.

Obrigado por postar sua opinião.
Retribuirei a visita.

beijiinhos