segunda-feira, agosto 31, 2009

Sorrir quando se quer chorar.



Meus pensamentos voam para longe,para onde eu não consigo alcançar.A dor me deixa paranóica.
Sinto o buraco vazio em mim aumentar,sorrio.Idiota.Não sei porque me preucupo tanto com as coisas,
já que elas nunca são como imagino que vão ser.Tudo ocorre como de contrário de minha vontde.
Será que eu tenho tanta falta de sorte assim?. Essas minhas paranóias estão me enloquecendo.Procuro
alguma coisa em que possa me destrair,mas logo desisto.Meus pensamentos não se cessam. O fogo
dentro de mim queima,vai percorrendo minhas veias.Tenho vontade de gritar.Mas de minha garganta
só saem gritos silênciosos.As lágrimas me corroem.Mas elas já secaram.Por mais que eu tenha vontade
de expulsar tudo de mim em forma de choro,não consigo.Estou seca.

5 comentários:

Escrever é esquecer. A literatura é a maneira mais agradável de ignorar a vida.

Obrigado por postar sua opinião.
Retribuirei a visita.

beijiinhos