segunda-feira, setembro 21, 2009

Dor insuportável.

Sabe aquela pontada aguda de dor que abrange teu coração como um soco, sem ter tempo de desviar,ou respirar fundo?
Estou sozinha e desprotegida e não encontro nenhuma razão para continuar tentando sobreviver a esse mundo cruel no qual eu estou exposta.
Quanto mais eu procuro achar a resposta para tudo isso,mais eu me perco. Estou presa em um lugar frio e cruciante que me restringe a tudo que eu preciso para ser feliz.
Meus passos se prendem a insegurança.O medo de não conseguir acertar já é constante em mim.Quando uma pontada de felicidade começa aparecer em mim, alguém a destrói sem dó.E o que me sobra, tentar juntar os pedaços do meu coração e seguir sozinha uma estrada que mais parece uma sala de torturas?.
Não,eu não aguento mais tentar me livrar dessa dor que consiste em penetrar em minha alma, me levando ao desespero.Eu grito, mas ninguém me ouve.Eu choro, e as lágrimas custam a secar.Eu sangro e nada muda.
Por favor, eu estou tão cansada.Alguém arranque essa agonia que vive a brotar diariamente em meu peito.Alguém apague as memórias infelizes de mim.
Eu só queria começar tudo de novo.Talvez eu precise de um tempo.Talvez eu precise de me distanciar de tudo.Talvez eu não aguente.

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Escrever é esquecer. A literatura é a maneira mais agradável de ignorar a vida.

Obrigado por postar sua opinião.
Retribuirei a visita.

beijiinhos