domingo, março 21, 2010

Poço sem fundo

Não sei bem ao certo o que é pior.A ilusão ou a desilução.
Não sei o que dói mais.O tempo passando-se lentamente,escrevendo em linhas retas tudo que eu não pretendo lembrar, ou o tempo passando-se rapidamente, sem eu poder aproveitar.
Virei a página e troquei de amor. E isso não foi o bastante.Ainda passo as noites indo dormir com aquela mesma velha dor chamada solidão.Será que eu mesma sou errada ?. Será que eu mesma sou culpada desse martírio que eu carrego junto ao meu peito ?.Não sei dizer.Quando mais eu tento fujir desse labiritinto, mais eu me perco dentro dele.Não sei o que fazer.As vezes tenho uma leve convicção que eu sou diferente dos demais.Me sinto completamente sozinha no meio dessa multidão.Como se todos aqueles rostos que fazem parte do meu dia a dia, fossem estranhos.Completamente estranhos.Já tentei mudar.Já tentei forjar algo realmente parecido como os demais, sorrisos falsos feitos de plástico, mas eu não consigo.Parece que a monotomia virou minha companhia.Um bom café, um pouco de melancolia e algumas facas, são uma programação ideal para minha noite. E até que eu gosto. A dor, não é problema mais pra mim.Afinal,estou acostumada.Sangue jorrando dos meus pulsos não se comparam a dor de um coração destroçado.Um coração amargurado que cansou de bater, há tempos atrás, quando tudo começou a dar errado.As lágrimas escorrem de meu semblante triste sem eu querer.E não há nada o que fazer.As lágrimas ensistem em cair.Vou deicha-las cairem, até secarem.Não posso finjir que tudo está bem,quando tudo esta caindo ao meu redor.Não posso sorrir, quando por dentro estou me sentindo morta.Minha vitalidade está acabando.Meu corpo dói e minha mente gira. As lembranças não são nítidas.São apenas borrões.Frangemntos de uma dor sem fim que me atormenta e rouba minha paz.E a cada dia vem piorando.A cada hora que se passa, sinto-me mais fraca.Sinto meu coração bater sem vida.Meus olhos são inchados.Olheiras constantes, e aquele brilho que antigamente havia em meus olhos, fora arrancado e jogado num poço sem fundo.Num buraco escuro, onde guardo tudo que um dia eu pude amar.

*Amores, responderia os comentários de vocês depois, to cheia de trabalho pra fazer.Acabei de voltar de um retiro e tudo mais D:. Obrigada pelo carinho.beeijos

13 comentários:

  1. Eu sei como é estar só..
    Mas não se entregue...o unico momento em q fiz isso não deu certo :/
    Tirando isso,suas palavras são bonitas demais para serem tão tristes
    Só q qm sou eu pra falar isso,já que também tenho minhas palavras d dor no blog..

    ResponderExcluir
  2. creio que isso sempre ocorre volta e meia, o bom é que quando passa, estamos um tiquinho mais crescidos.

    ResponderExcluir
  3. Boa sorte com os trabalhos!!
    eStou daqui torcendo pra que de tudo certo.
    bjos

    ResponderExcluir
  4. \õõ/ vc apareceu.
    Boa sorte com os trabalhos.

    bjus =*

    ResponderExcluir
  5. Tá na hora de superar esse amor... se esforçar para esquecê-lo é, justamente, lembrá-lo.


    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Owwnn...
    Num fica assim... =/
    Amei o textinho! RS

    bjinhuss

    ResponderExcluir
  7. eu amo ler teu blog *-*' teu layout tá lindo -sss
    aaah marie, tá na minha lista de blogs, no meu blog *-*

    ResponderExcluir
  8. Me senti dentrodopost,quase que uma personagem...Por fim,resolvi forjar que oproblema não era eu,que a solidão me afetava perfeitamente,e que a dor era minha amiga.mas ainda assim,ficaa escassez...
    Beeijoos

    ResponderExcluir
  9. acontece, já aconteceu comigo, a gente vai aprendendo...me identifuquei com o blog1 te seguindo! parabéns

    ResponderExcluir
  10. Amiga.

    Esta sensação de solidão
    e este desejo de procura,
    dura a vida toda.
    São estes sentimentos
    que embora contraditórios,
    dão o sentido a vida que virá,
    e aos amores que encontraremos pela vida.

    Que o teu coração seja sempre casa de alegria.

    ResponderExcluir
  11. tem um selinho pra vc lá no meu blog.

    xoxo

    ResponderExcluir
  12. Oi, menina
    Que bom vc acabou de voltar de um Retiro, assim ganha força pra enfrentar o dia a dia com mais coragem e fé. Parabéns!
    A solidão é fecunda se nós aproveitamos para rever valores mais substanciosos. Aproveite, querida, este tempo "livre".
    Bjs

    ResponderExcluir

Escrever é esquecer. A literatura é a maneira mais agradável de ignorar a vida.

Obrigado por postar sua opinião.
Retribuirei a visita.

beijiinhos