segunda-feira, junho 21, 2010

Aprendi

Com o tempo, aprendi que o tempo é o remédio, ele não cura a ferida logo de cara,mas diminui gradativamente o tamanho dela. Talvez tempos atrás eu diria que o  tempo é a pior coisa que possa existir.E hoje, vejo que não. Muitas coisas mudam com o tempo, as vezes mudam para melhor, outras para pior, não tem como acertar sempre.A vida me ensinou a dizer "adeus" ás pessoas que mais amo, sem tirá-las do meu coração,sem guardar mágoa, nem nada.Apenas eternizar o que de bom aconteceu com elas.Sei que é difícil perder uma pessoa, além do mais a pessoa que fazia teu mundo girar.Pra falar a verdade, nunca a perdi, porque ele nunca foi meu, realmente.Ninguém é dono de ninguém.Aprendi que com o tempo, a dor para de latejar tanto, ela se acomodou aqui, em algum canto da minha alma, e está lá, ela não me machuca, e eu não machuco ela.Ela apenas volta a machucar, quando minha mente, ainda ensiste em trazer lembranças que eu sei que devo esquecer.Talvez a dor seja minha amiga, ao contrário das vozes que me perturbam, e tentam acabar com a minha sanidade.Aprendi a sorrir e ser educada com pessoas que não gostam de mim.Aprendi a ouvir as coisas que me diziam, mesmo não querendo.Aprendi com os meus próprios erros, e acima de tudo, aprendi a não cometer o mesmo erro novamente.Aprendi
 a sorrir,mesmo quando meus olhos ardiam, querendo derramar lágrimas de dor, quando tudo o que eu mais queria era gritar tudo que estava entalado dentro de mim. Aprendi a aconselhar, quando era a minha vida que estava uma completa bagunça, e era eu que no momento precisava de conselho.Aprendi a consolar, quando na verdade eu precisava de um colo onde pudesse me escorar e chorar.Aprendi a ser forte, mesmo enfrentando tantos problemas, e querendo desistir na metade do caminho.Com o tempo, aprendi a aceitar as mudanças.Vi que não adiantava nada lutar contra elas, já que mudança é uma coisa tão simples.E hoje, olho para trás e vejo que com tudo que aconteceu aprendi a ser forte, amadureci.Deixei de ser aquela garotinha ingênua,que fazia tudo certo, e sonhava com príncipes encantados.Afinal, bem na real, o mundo não é cor-de-rsoa, papai noel não existe, contos de fadas são tão cínicos, e na vida real, a maioria não acaba com finaizinhos felizes.Hoje vejo que  todo aquele sofrimento que você me faz passar, foi um aprendizado pra mim. Não sou mais a mesma que você conheceu a dois anos atrás.Sempre obedeci todas as regras.E hoje vejo que se eu obedecer todas as regras, vou acabar perdendo a diversão. Hoje, depois de dois anos, posso me olhar no espelho,e ver em meu reflexo, um sorriso estampado,uma malicia de adolescente,brilho em meus em  olhos,e  acima de tudo, vontade de viver.E tenho mais que lhe agradecer, por você eu descobri o remédio para anestesiar a tua falta: o amor próprio.

2 comentários:

  1. Ter amor próprio é algo que todos nós temos que ter. Mas é tão dífícil ):
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Auto-estima é fundamental para o progresso pessoal. Torço pelo seu sucesso e superação!

    Beijos
    Passa lá no Idiotizando!

    ResponderExcluir

Escrever é esquecer. A literatura é a maneira mais agradável de ignorar a vida.

Obrigado por postar sua opinião.
Retribuirei a visita.

beijiinhos