sexta-feira, junho 04, 2010

Uma dor que não vai passar, não agora.

Sinto meu coração parado.
Minha garganta trancada.
Mal consigo respirar.
Minha cabeça gira, sem direção
Meu corpo está exausto
Aqueles velhos cortes, ontem, abriram novamente.
O sangue escorre por entre meus dedos,
Iguais a meus sonhos,
que foram arrancados de mim, sem dó nenhum.
Eu sinto dor
E é uma dor que sei que não vai passar,
não agora.

4 comentários:

  1. Mt bonito, mas triste =/
    melhoras a este coração.

    BJinhuss

    ResponderExcluir
  2. Eei

    A beleza está sempre também na tristeza...

    Os sonhos,sempre arrancadas.Sutil ou cruelmente...
    Ás vezes,um tanto infantilmente,ás vezes matura demais,penso que os sonhos morrem de medo do mundo que os repelem...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Lindo e triste.
    Mas, pode ter certeza, irá passar.
    Sempre noarrancam os sonhos, às vezes por querer outras não, mas sempre aparecerão outros, mais fortes e bonitos.

    bjão e boa semana =^.^=

    ResponderExcluir
  4. Quanto tempo não passo por aqui *_*.,Saaaudades!

    -
    AAAAH, tudo passa,é sério.Mas tem dores que parece que nem o tempo é capaz de curar, não é? Já passei por isso.Mas relaxe,viva :)

    -

    Beeijos!

    ResponderExcluir

Escrever é esquecer. A literatura é a maneira mais agradável de ignorar a vida.

Obrigado por postar sua opinião.
Retribuirei a visita.

beijiinhos