sábado, julho 10, 2010

Mais uma, de tantas promessas não cumpridas.

Tento descobrir aonde é que dói, logo desisto. A dor é fortemente real.Não posso combatê-la, nem chegar perto. Se eu tentar perfurar a barreira, dói. Estou presa em uma bolha,dentro de mim mesma.Tendo prestar atenção ao que está acontecendo ao meu redor.Não dá. Minha mente quer se desconectar. Minha cabeça gira, sem direção.Me vejo perdida.Estou sozinha.Estou caindo.Posso sentir o vento em meus cabelos, a liberdade... o perigo.Tudo está calmo.Minha respiração acelera.Meu coração pulsa demasiadamente rápido.Meus pés vacilam.Meu corpo lateja. Aonde que lateja? eu não sei.A dor está voltando novamente.Quero fujir.Preciso correr.Mas pra onde ?. Não consigo me erguer.Não tenho forças suficientes.O que eu posso fazer?.Cadê você ? Diabos, cade você quando eu preciso ? Eu estou fraca, eu preciso de você.Você prometeu que nunca me abandonaria.Você prometeu sempre cuidar de mim. Aonde está você agora, quando eu mais preciso ?. 

4 comentários:

  1. Já senti essa dor, é tão... irritante (?) senti-lá, não é mesmo?
    Ás vezes ele só não tenha conseguido chegar a tempo... ou... bom, promessas são dificeis de se cumprir...
    triste, mas...
    Lindo post.
    Bjão =^.^=

    ResponderExcluir
  2. São nestas horas e com essa dor ou até mesmo outra bem pior, que você precisa se erguer, havendo promessa ou não. A dor é ruim, a promessa nao cumprida é pior ainda. Sempre haverá um lugar onde você terá forças.

    ResponderExcluir
  3. Guardo dezenas de cadernos com promessas não cumpridas.

    ResponderExcluir
  4. Marie, tem selinho e meme pra ti no meu blog :)
    Beijoos
    Mandy

    ResponderExcluir

Escrever é esquecer. A literatura é a maneira mais agradável de ignorar a vida.

Obrigado por postar sua opinião.
Retribuirei a visita.

beijiinhos