sábado, agosto 14, 2010

insegurança

Sempre busco sorrir,embora uma lágrima possa estar tão próxima.As vezes é melhor fujir, do que enfrentar a dor sozinha.Posso parecer fraca, mas é a unica solução que me resta, fujir. Mas, fujir exatamente do que ? não sei bem ao certo, apenas fujir, fujir pra bem longe desse mundo mesquinho, e se refugiar em minha mente.Na barreira de gelo que eu mesma construi.Estou insegura. Meu coração permance apertado, e eu nem sei porque.As vozes falam das coisas que eu não quero ouvir.

Um comentário:

  1. Não fuja, não ouça o que as vozes dizem. Ouça seu coração, sua razão. Se isso não funcionar, bom... sempre existe um ombro amigo, o meu está aqui. ^-^ E tudo irá dar certo.

    BJão =^.^=

    ResponderExcluir

Escrever é esquecer. A literatura é a maneira mais agradável de ignorar a vida.

Obrigado por postar sua opinião.
Retribuirei a visita.

beijiinhos