domingo, agosto 15, 2010

Uma boa mentira

Por muito tempo acreditei em conto de fadas, e com a minha ingenuidade, acabava confiando nas pessoas erradas,e então eu cresci, e acredite, não foi fácil ver meus sonhos escorrendo feito  sangue por entre meus dedos. Ver aquelas pessoas, as quais confiei a minha vida toda, me virarem as costas, e verem eu cair, de camarote, rindo da minha queda.A ver que o mundo não é rosa. Que existem pessoas más, que usam os teus medos, segredos e pontos fracos contra ti. E na hora, não conseguir se defender, por tudo estar desmoronando rapidamente, ao mesmo tempo.Meu mundinho imaginário com pessoas boas, e finais felizes se fora.Com o tempo eu aprendi, que nem sempre as pessoas falam a verdade.Que a vida, ao contrário do xadrez, não termina após o xeque-mate, e que corações partidos doem mais que joelhos cortados. Se alguém me irritar, não posso simplismente morder-lás.E se alguém me magoar, terei que me levantar sozinha, papai e mamae não vão estar sempre ao meu lado.Decisões,terei que aprender a escolher sozinha, coisas importantes, e não, se eu preferia susi ou barbie.Todas as pessoas que eu conhecer,sendo especiais ou não, sem exeção, irão me magoar, cabe a mim, escolher por quem vale a pena sofrer.Aprendi sorrir, para até mesmo quem não gosto, pois antipatia é normal, ter simpatia é o raro. Aprendi que juízo não significa fazer tudo certo, mas saber a hora certa de fazer a coisa erradas. Aprendi a me mostrar forte, mesmo quando uma lágrima quer escorrer, aprendi a não esperar a tempestade passar, e sim, dançar na chuva.E o mais certo, é, uma boa mentira é apenas uma boa mentira, quando você acredita nela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escrever é esquecer. A literatura é a maneira mais agradável de ignorar a vida.

Obrigado por postar sua opinião.
Retribuirei a visita.

beijiinhos