sexta-feira, dezembro 24, 2010

Eu ficarei, bem aqui

Os ponteiros do relógio parecem nem se mexer.
 E eu estou aqui,
 presa nessa ansiedade obsessiva de te ver.
 De poder olhar teus olhos verde-mar
 e me perder em seu abraço.
Eu soltei a sua mão por um segundo,
 e você resolveu partir, 
sem ao menos dizer adeus..
Agora suas palavras são frias,
 iguais ao buraco que
 antigamente eu chamara de coração.



Por que age como se não se importasse ?
 Eu sei que você ainda pensa em nós.
 Eu sei que você ainda se importa.
Quebra logo essa barreira de gelo que
 te prende ao silêncio e
 a sua ausência dentro do meu ser.



Eu sei que você tem medo.
Mas eu prometo,
 jamais soltar sua mão novamente,
 venha!, venha comigo,
 volte logo,



eu estarei te esperando aqui 
para sempre..
 até que mil sóis 
tenham se passado,
até que mil noites frias 
tenham acabado..
eu estarei bem aqui 
quando você resolver voltar.






* Estava olhando meu caderno de biologia, e achei essa letra.. faz muito tempo que eu a fiz.. nem sabia da existência dela.. mas tudo bem né..

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escrever é esquecer. A literatura é a maneira mais agradável de ignorar a vida.

Obrigado por postar sua opinião.
Retribuirei a visita.

beijiinhos