quinta-feira, março 03, 2011

Faixada

Finjo sorrir e mostrar-me bem. Pareço autoconfiante, mas não passa de uma faixada. A dor está presente em cada célula do meu corpo. As lembranças impregnadas dentro da minha mente. Meu coração lateja e meu corpo grita o seu nome e você não está aqui, na verdade você nunca esteve. Mas eu não te culpo por isso. Eu não era a garota certa pra você, não fui boa o bastante para te merecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escrever é esquecer. A literatura é a maneira mais agradável de ignorar a vida.

Obrigado por postar sua opinião.
Retribuirei a visita.

beijiinhos