quinta-feira, junho 16, 2011

Eu só queria

Me perco no tempo, me perco em lembranças entonadas ao mesmo ritmo de uma canção sem rima. Hoje eu olho no espelho e não consigo mais me reconhecer. O que o passar desses longos mêses me tranformaram?o que você conseguiu fazer comigo depois de tantas mentiras medíocres? em uma bagunça de lembranças, pensamentos e dor?. A dor já não está mais tão presente em mim - ou está e eu simplesmente não consigo mais a diferenciar dentre todos esses sentimentos banais que resolveram habitar minha alma que grita, grita, e ninguém ouve-. Tenho tantas lembranças para esquecer. Tantas palavras falsas que me trouxeram tormento durante intermináveis dias e noites. Tenho tanta coisa fazer. Tantas coisas novas para descobrir e viver, e eu me vejo aqui, caida em um chão sujo repleto de milhares se cacos- que são os cortes do nosso amor- e não consigo levantar, pois toda vez que acho que estou ''madura'' o suficiente para isso, um desses milhares de cacos me machucam, e novamente todo aquele amontoado de fendas e cicatrizes se abrem. Eu só estou cansada de reviver todo aquele pesadelo - que fora meus últimos mêses- todas as noites, me tornando cada vez mais fraca e sem coragem de seguir em frente. Eu só queria que tudo isso passasse, que alguma luz de esperança surgisse em mim - eu sei que quem deveria achar essa luz perdida dentro da minha alma, totalmente obscura sou eu- mas eu só queria que alguém apararecesse e acabasse com essa dor, e surgisse uma luz, e que eu soubesse que dessa vez estou indo para o caminho certo, não mais voltando aquele caminho pavimentado e cheio de adagas velhas - lembranças que se tranformaram em fantasmas que me perseguem e me cansam a cada pequeno passo que eu resolvo dar-. Sei que sou mais forte do que isso. Eu sei que sou mais do que isso. E eu não quero mais me olhar no espelho e me ver desse jeito. Eu não quero mais ver nenhuma ferida se abrindo. Eu não quero ver meu sangue escorrendo por entre meus dedos. Apenas não quero mais lembrar de tudo isso e reviver isso a cada dia, a cada segundo.
Queria poder apenas me olhar no espelho e conseguir me ver, como eu era, como eu já fui. Eu não quero mais usar uma máscara escondendo  tudo o que eu sinto. Eu quero deixar de sentir tudo isso. E quero que tudo isso, essas lembranças, e tudo que me faz mal fique longe, bem longe de mim.

Um comentário:

  1. Tem certas coisas que só o tempo nos ajuda a superar.
    Adorei o texto.

    bjus =*

    ResponderExcluir

Escrever é esquecer. A literatura é a maneira mais agradável de ignorar a vida.

Obrigado por postar sua opinião.
Retribuirei a visita.

beijiinhos