sábado, junho 25, 2011

Palavras

Há horas fico perguntando a mim mesma o porquê disso tudo. Eu não te conheço mais, todo aquele carinho e amor fora embora já faz tempo, e suas palavras foram ásperas e doloridas, como se tivesse falando com qualquer objeto no qual descontaria sua raiva. Seus olhos que um dia já passaram calma hoje transbordavam raiva e ódio. E eu fiquei parada diante de toda essa raiva. Havia milhares de palavras que eu queria ter dito, havia muitas coisas guardadas, esperando algum dia para poder falar, e eu permaneci calada. Não sei porque, talvez por saber que nenhuma de minhas palavras iriam conter a sua raiva, muito menos intender o que eu viria a dizer, talvez porque a dor já é tão forte que eu não tenho mais força, e se as falasse desabaria, e não conseguiria mais levantar. Eu tento intender como as coisas chegaram nesse ponto, mas todas as frases proferidas por você desde ontem passam em minha cabeça aumentando a dor, rasgando por dentro e tirando minha vontade de viver.

2 comentários:

  1. As pessoas mudam de uma hora para outra, e as vezes nem avisam.
    Mas não fique assim, uma hora essa pessoa percebe o que fez e vem pedir desculpas.

    bjus =*

    ResponderExcluir
  2. É a roda gigante da vida...um dia estás lá em cima,no outro lá em baixo...Se preocupa nao,que a sua hora de subir ta chegando!!
    Bjão

    ResponderExcluir

Escrever é esquecer. A literatura é a maneira mais agradável de ignorar a vida.

Obrigado por postar sua opinião.
Retribuirei a visita.

beijiinhos