sábado, junho 21, 2014

Olá dor

      Olá dor, você por aqui novamente?
      Tudo que venho escrevendo são pensamentos confusos, de você, você, você e você. Você não pode sair um pouquinho da minha cabeça? E se quiser, principalmente do meu coração.
      Estou no meu limite. Acho que até o limite esgotou-se. O que me faz continuar é, bem, eu não sei. Eu simplesmente não sei porque eu continuo insistindo nesse barco furado.

      Você e suas atitudes já deixaram bem claro que eu apenas estou no barco furado. Você não. Você observa de longe. Sem se machucar. Claro, a situação é tão cômoda. 
      E os pensamentos voaram longe, se embaralharam e estão aqui, bagunçando minha mente. Estou fitando essa folha durantes horas. E as palavras simplesmente não querem sair.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escrever é esquecer. A literatura é a maneira mais agradável de ignorar a vida.

Obrigado por postar sua opinião.
Retribuirei a visita.

beijiinhos