domingo, julho 06, 2014

Apenas mais um semblante

  A teoria nunca me sustentou. Sempre acreditei na prática, pois é ali que a gente vê como tudo acontece, como tudo é. E com o amor não é diferente. Sempre tive que cair e ralar os joelhos e o coração para acreditar com meus próprios olhos que a situação presente não era boa pra mim. E tive que re-aprender a me equilibrar. Como diz a vida, a gente cai sete vezes e levanta oito.
  A verdade é que já faz alguns dias, bem, não me lembro o número exato de dias que você se foi. E isso já não faz mais importância. Confesso que nos primeiros dias achei que a dor se tornaria constante dentro de mim por semanas a fio. E sabe que eu me enganei? Não digo que não sinto saudades e não penso em ti. Mas a vontade de te ver, de contar como foi meu dia, em sentir teu cheiro em mim e o calor dos teus abraços, tudo isso ficou encaixotado lá trás.
   No lugar do carinho que existia por ti, ficou o vazio brando. As vezes me pego pensando em ti. Mas as lágrimas não correm mais. Ainda estou triste com tudo que aconteceu, porque essas últimas semanas foram desgastantes e dolorosas. Mas estou de pé. Estou sorrindo. Estou seguindo minha vida. E sei que quando te encontrar meus olhos não vão brilhar mais, e tu se tornarás apenas mais um semblante na multidão de alunos que tumultuam a faculdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escrever é esquecer. A literatura é a maneira mais agradável de ignorar a vida.

Obrigado por postar sua opinião.
Retribuirei a visita.

beijiinhos